Visualize sua CURA

Visualize sua CURA

Revista: Estilo Natural
Ano 5 – n° 44 – Maio 2007

É possível afastar doenças, reencontrar o equilíbrio e combater problemas emocionais, com tristeza e depressão com a força do pensamento. Saiba como as mentalizações positivas podem ser grandes aliadas da saúde

A única coisa que ele conseguia fazer com os próprios instintos era piscar os olhos. A comunicação com as outras pessoas era feita dessa forma. Deitado no leito de um hospital, com a ajuda de um aparelho para respirar, sem conseguir comer nem falar. “O fato de estar vivo já é um milagre”, diziam os especialista. E isso podia mesmo impressionar, depois de duas vértebras quebradas, parte da coluna prensada, laringe e sistema nervoso lesionados. Essa era a situação do americano Morris Goodman, na década de 80, após um desastre de avião. Mas apesar de tudo, ainda tinha forças e esperanças para dizer “eu vou sair deste hospital andando”. Médicos e enfermeiros olhavam para ele com ar de pena, piedade e tristeza. Mas Goodman não dizia aquilo para mostrar que estava forte. Esse era seu verdadeiro objetivo e ele faria de tudo para alcançá-lo.

“Eu tinha de acreditar nisso com toda a força da minha alma”, conta. A partir daí, o americano usou o tempo em que permanecia deitado e imóvel para trabalhar a mente. Imaginava-se andando como um homem normal e sentia essas imagens como se fossem reais.

Para Goodmam, os pensamentos controlavam a nossa vida. Enquanto praticava esses exercícios, as situações que via se materializam, uma a uma. Ele passou a respirar sozinho, voltou a falar e, depois de nove meses no hospital, saiu dali com as próprias pernas, do jeito como havia planejado.

Ficou impressionado com a história? Ela é real e está registrada no documentário intitulado O homem milagre, produzido pela Siamar e, geralmente, utilizado em treinamentos de empresas. A intenção é mostrar que muitas vezes a solução de problemas depende só da gente. O personagem do filme se utilizou da força e do poder da mente, por meio de imagens, para mudar o rumo da sua vida, ou seja, fez uso da chamada visualização criativa. Segundo Wagner Gabriel, biomédico e membro da Associação Brasileira de Medicina Complementar, nosso corpo tem uma capacidade de autocura que desconhecemos. “A cura está condicionada ao nosso estado emocional. Se a mente trabalhar nessa direção, o organismo vai obedecer”, diz.

Visualização criativa

Diariamente, sem perceber, você cria diversas situações em sua mente: recorda daquela briga que teve com o namorado, de um lugar que visitou, de uma conversa importante que mexeu com seus sentimentos. Os pensamentos vão longe, tanto para o bem quanto para o mal. Isso porque quando se pensa, imediatamente já se visualiza, uma vez que a lembrança evoca uma espécie de vivência mental. A diferença é que na visualização criativa as emoções e os pensamentos são direcionados. Assim, em vez de ficar recordando a todo momento de quando sua amiga lhe tratou ma, que tal visualizar algo mais positivo? Segundo o especialista nesse tipo de treinamento, Antonio Azevedo, a visualização é uma criação consciente e intencional de impressões sensoriais, com o objetivo de transformar os pensamentos, expectativas e crenças. Para ele, não há necessidade de se prender a imagens nítidas e fiéis à realidade. O fundamental é se envolver com lembranças e senti-las. “Elas podem vir em forma de sons, sabores, aromas, sensações de calor, frio e textura. Quanto mais sentidos forem utilizados para a visualização, melhor será o resultado”, esclarece.

Gatilhos emocionais

As emoções estão concentradas em diversas áreas do cérebro. Quando se está deprimido ou contente, o cérebro capta essa emoção e transmite ao sistema límbico, responsável pelo controle hormonal. Dessa forma, qualquer sentimento é capaz de alterar a bioquímica corporal e, se a sensação durar muito tempo, novas substâncias serão criadas automaticamente. Assim, a repetição desses quadros deixará o organismo acostumado, fazendo com que novas células já nasçam adaptadas a esse contexto. “O ser humano é viciado em emoções, literalmente. As pessoas que usam drogas não se viciam nos componentes, e sim nas sensações que eles geram”, diz Gabriel. De acordo com o biomédico, a visualização é uma ferramenta para produzir emoções. “Essa é uma lei que já funciona, tanto para pensamentos negativos quanto para positivos. A felicidade, a paz, o amor, o sucesso e a saúde estão ao alcance de todos”, declara.

Universo particular

Não é de hoje que o homem estuda a utilização de imagens para guiar a sua vida. Um exemplo de adepto dessa teoria é o filósofo grego Socrátes, que falava na técnica do DCD (duvidar, criticar e determinar). Para Carlos Aníbal, neurolingüística e fundador do Instituto Luz, os princípios da visualização, que é um recurso da PNL (Programação Neurolingüística), se assemelham bastante à técnica de Sócrates.

“Duvidar das crenças enraizadas desde a infância, criticar o modo de pensar e determinar uma nova maneira de enxergar o mundo. Com essas três vertentes, pode-se mudar um conteúdo mental”, afirma.

No livro Visualize a sua cura-exercícios de visualização inspirados nos salmos (ed. Pensamento), a psicoterapeuta Anita Moraes faz referência ao psicólogo suíço Carl Gustav Jung. “Ele valoriza as imagens e encara os símbolos como máquinas transformadoras de energia. O hipnoterapeuta norte-americano E.L. Rossi acredita que Jung foi um dos pioneiros nos exercícios de imaginação ativa”.

Budismo

Lembre-se da figura de um monge budista em meditação. Semblante calmo e sereno, com um leve sorriso no rosto. Se for um adepto da linha tibetana, o exercício também será feito com imagens, a fim de realizar o que podemos chamar de visualização meditativa. Símbolos como mandala, divindades, raios de luzes, cores, sílabas, canais e gotas são os mais empregados por esses monges para atingir estados mentais de natureza pura e totalmente livre da negatividade.

“Para o tibetano, todos os seres humanos possuem uma qualidade divina e é por meio da visualização que esse aspecto pode ser ativado”, assegura Bel Cesar, psicóloga clínica e estudiosa desse tipo de técnica praticada pelo do budismo.

Num primeiro momento, a prática vai ajudar o indivíduo a purificar seu corpo e mente. Depois de alcançar um nível de amadurecimento espiritual, é possível se conhecer por completo. Bel explica que a visualização estudada pelos terapeutas e budistas tem o mesmo objetivo de cura e autoconhecimento.

O segredo

Os assuntos ligados ao poder da mente ultrapassam o campo da ciência e da filosofia e chegaram aos cinemas. No fim de março, foi lançado no Brasil o filme O Segredo (The Secret, EUA,2006. Dir. Drew Heriot). O longa-metragem tem como base a lei da atração, em que semelhante atrai semelhante. Nele, diversos estudiosos defendem a mentalização como forma de os pensamentos se tornarem realidade.

Para eles, é desejável criar um quadro da visão, que é uma espécie de tela com diversas imagens daquilo que se deseja. Esse cenário deve ser mentalizado todos os dias, para que a mente trabalhe ativa e atinja o objetivo.

Da mesma maneira, saúde e estresse são vistos como conseqüências do que o homem pensa. “As doenças não sobreviverão num corpo emocionalmente saudável”. O americano Morris Goodmam colabora com sua experiência. “Para as pessoas que estão assistindo a esse filme, se eu pudesse resumir a minha vida e falar do que elas são capazes da fazer, eu diria: o homem se torna aquilo que ele pensa”.

Relaxe e concentre-se

Relaxar. Essa é uma ferramenta importante para obter bons resultados na visualização. Se você estiver com a mente acelerada e o corpo tenso, pode não conseguir direcionar os pensamentos ou se concentrar em alguma imagem.

De acordo com Shakti Gawain, autora do livro Visualização criativa – consiga o que você quer na vida usando o poder da imaginação (ed. Pensamento), quando relaxamos, entramos no nível alfa, em que as ondas cerebrais ficam mais lentas. Esse estado de consciência é bastante saudável e eficaz para a prática da visualização. “Com o relaxamento, as alterações na vida acontecem de forma natural, sem preocupação ou manipulação dos fatos”, afirma Gawain.

Vamos fazer um teste? Respire de maneira lenta e profunda. Relaxe todos os músculos do corpo, um de cada vez, e conte de 10 até 1.Repita esse exercício diversas vezes ao dia. Se perceber que tem dificuldade para relaxar, aulas de ioga, meditação e técnicas anti-estresse podem auxiliar.

Pratique, agora

Agora que você já sabe o que é visualização e conhece seus benefícios, que tal aprender alguns exercícios para poder praticá-la? Selecionamos três técnicas do livro Visualize a sua cura – exercícios de visualização inspirados nos salmos.

Objetivo: dissipar o estado de tristeza e os períodos de melancolia

Feche os olhos. Respire fundo e mergulhe mentalmente em um lago transparente como cristal. Conforme afunda, visualize todas as pequenas e grandes tristezas saindo de seu corpo como pequenos pontos ou migalhas escuras. Veja como os pontos se dissipam, destruídos pelo contato com a água. Passeie pelo fundo do lago, absorvendo as suas maravilhas. Ao chegar ao centro, no fundo, tome em suas mãos um minúsculo e brilhante coral, incrustado em uma pedra. Sinta–se possuído por um estado de alegria com nunca esteve antes. Acaricie o coral e tire dele todo seu poder de transmitir alegria e felicidade. Recoloque-o no lugar e volte à superfície. Transmita a quem precisar a informação de como chegar ao coral e, a cada vez que você pode voltar ao fundo do lago sempre que desejar. Abra os olhos.

Objetivo: obter a saúde, rejuvenescer

Feche os olhos. Respire três vezes, lentamente. Você está à beira de um lago, de águas que não pode beber. Tome um bastão longo, curvo e afilado numa das pontas e escolha um ponto onde parar. Sente-se ali, de cócoras, e comece a cavoucar o chão daquele ponto com o bastão. Faça isso sem pressa, sem expectativa, mas com certeza: apenas confie que algo acontecerá. Após um tempo, veja brotar ali uma mina de água potável. Tome-a até se sentir plenamente saciado. À medida em que você bebe, vá sentindo as células do seu corpo se renovando e todo o seu organismo adquirindo vida e energia. Caminhe por ali completamente revigorado, sabendo que descobrirá outras fontes, sempre que quiser, e que lhe servirão todos os dias. Abra os olhos.

Objetivo: vistoriar o corpo em geral, restaurar partes doentes ou não-desenvolvidas

Feche os olhos. Respire profundamente. Imagine-se com poder de olhar tudo o que passa dentro do seu corpo. Viaje pelos pés, pernas, tronco, braços, peito e pescoço. Localize onde sente que algo não está funcionando bem. Olhe, com nitidez, todos os sistemas – passando pelo sistema nervoso, por todos os ossos, pelos músculos.

Observe as glândulas do sistema endócrino secretando os hormônios de que você precisa. Veja o sistema que lhe proporciona a digestão dos alimentos e seu próprio sistema reprodutor, que fez de você um homem ou uma mulher. Cada um deve estar funcionando perfeitamente e continuar operando maravilhas fantástica que é corpo humano. Verifique o que necessita de cuidados. Examine o sistema linfático e termine a vistoria pelo sistema urinário, onde você vai olhar principalmente o desempenho dos rins.

Ao passar por um ponto que está em mau funcionamento, ajuste-o, usando sempre o sopro mágico. Sopre suavemente o local afetado e visualize essa área se regenerando. Em seguida, aplique um líquido cristalino que forma uma camada protetora e imunizadora. Passeie por dentro de todo o seu corpo. Distribua o sopro mágico e o líquido cristalino até sentir que as partes acometidas estão sendo curadas e que passam a funcionar de maneira perfeita. Permaneça um tempo examinando tudo. Abra os olhos.

para saber mais:

* Visualização criativa – consiga o que você quer na vida usando o poder de imaginação, Shakti Gawain, ed. Pensamento.
* Visualize a sua cura – exercícios de visualização inspirados nos salmos, Anita Moraes, ed. Pensamento.
* Imaginação ativa – a arte de curar-se através do poder da mente, Serge King, ed. Pensamento.

Deixe um comentário

Arquivado em Visualização

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s